Referências

GERAL

BETTELHEIM, Bruno. Uma vida para seu filho: pais bons o bastante. Rio de Janeiro: Campus. 1988.

FOCHI, Paulo. Afinal, o que os bebês fazem no berçário? Comunicação, autonomia e saber-fazer de bebês em um contexto de vida coletiva. Porto Alegre: Penso, 2015.

FOCHI, Paulo. O Brincar heurístico na creche. Percursos pedagógicos no observatório da cultura infantil – OBECI. Porto Alegre: Paulo Fochi Estudos Pedagógicos, 2018.

GONZALEZ-MENA, Janet; EYER, Dianne Widmeyer. O cuidado com bebês e crianças pequenas na creche. Um currículo de educação e cuidados baseado em relações qualificadas. Porto Alegre: AMGH, 2014

HOFFMAN, Jussara. Avaliação e Educação Infantil: um olhar sensível e reflexivo sobre a criança. Porto Alegre: Mediação, 2015.

LORENZATO, Sergio. Educação Infantil e percepção matemática. SP: Autores Associados, 2018.

PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2002.

TAILLE, Yves de La; OLIVEIRA, Marta Kohl; DANTAS, Heloysa. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 2016.

 

ABORDAGEM PIKLER

FALK, Judit. Educar os três primeiros anos: a experiência de Lóczy. Araraquara SP: Junqueira&Marin, 2011.

FALK, Judit. Abordagem Pikler: educação infantil. São Paulo: Omnisciência, 2016.

KALLO, Eva; BALOG, Gyorgyi. As origens do brincar livre. São Paulo: Omnisciência, 2017.

SOARES, Suzana. Vínculo, movimento e autonomia: educação até os três anos. São Paulo: Omnisciência, 2017.

 

ABORDAGEM REGGIANA

EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George. As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na educação da primeira infância. Volume 1. Porto Alegre: Penso, 2016.

EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George. As cem linguagens da criança: a experiência de Reggio Emilia em transformação. Volume 2. Porto Alegre: Penso, 2016.

GARCIA, Joe; PAGANO, Andrea; PRANDI, Roberta. A reinvenção da Educação Infantil: uma experiência de Reggio Emilia. Curitiba: Editora UTP, Coopsleios. 2018.

RABITTI, Giordana. À procura da dimensão perdida: uma escola de infância de Reggio Emilia. Porto Alegre: Editora Artes, 1999.

 

LEGISLAÇÃO

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Ministério da Educação, Brasília, DF, 2009.